APÓS EPISÓDIO DE PRECONCEITO

Nas redes sociais, jovens se mobilizam para realizar resenha neste fim de semana na Península

O evento, inicialmente marcado para sábado (1º) e domingo (2), foi pensado como forma de protesto contra os recentes acontecimentos envolvendo o local.
Por: PORTAL JG COM GILBERTO LÉDA
Data de publicação: 29/07/2020 05h55

Um grupo de jovens está se organizando via redes sociais para promover uma resenha – reunião regada a música e bebidas – na Península da Ponta d’Areia, em São Luís.

O evento, inicialmente marcado para sábado (1º) e domingo (2), foi pensado como forma de protesto contra os recentes acontecimentos envolvendo o local.

Na segunda-feira (27), o Posto A foi interditado pela Vigilância Sanitária Estadual após a realização de um pagodão na área. Os responsáveis pelo negócio, de viés esportivo, dizem não ter qualquer relação com o evento.

Além disso, começaram a circular nas redes prints de um comentário do proprietário do Bangalô Espettaria, Flávio Dionísio, localizado na Península, em que ele sugere a necessidade de uma “separação natural” de público, para manter um “padrão social” de frequentadores no local.

Reprodução / WhatsApp
Reprodução / WhatsAp

Procurado pelo jornalista Gilberto Léda, o empresário negou qualquer tipo de preconceito e disse está havendo uma interpretação errada sobre seu comentário. “Todo mundo sabe que sou um cara humilde e trabalhador. Estou sendo vítima de concorrentes”, disse, sem apontar quem o estaria atacando.

Recentemente alçada a posto de “novo point” de Ilha, a faixa de praia localizada na Península tem atraído muito público.

Em meio a bares e restaurantes estruturados, começaram a frequentar o local, também, pessoas que estão simplesmente em busca de práticas esportivas, ou de um bom bate papo com amigos aos fins de tarde.

O grande fluxo de pessoas, contudo, começou a incomodar alguns moradores – muitos deles influentes – e, atualmente, há um claro conflito de interesses envolvendo a área.

É importante que o poder público esteja atento para dotar o local de estrutura mínima e evitar desorganização, já que estamos claramente diante de um novo ponto turístico da cidade.

De outro lado, é sempre bom ter em mente que a faixa de praia é uma área pública, e que o acesso amplo e irrestrito deve ser garantido a todo cidadão.





mais notícias


Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: