CHANTAGEM PARA ARQUIVAR CPI

Cinco vereadores de Vitória do Mearim são presos por cobrar propina

Foram presos Hélio Wagner Rodrigues Silva; Oziel Gomes da Silva; Mauro Rogerio Pires, conhecido como Nego Mauro; José Mourão Martins e Benoa Marcos Rodrigues Pacheco, o Bena.
Por: PORTAL JG
Data de publicação: 05/06/2019 09h13
Atualizado: 06/06/2019 10h28

O Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (GAECO) e a Polícia Civil prenderam 5 vereadores de Vitória do Mearim acusados de associação criminosa e corrupção passiva. Além das prisões, foram cumpridos mandados de busca e apreensão nas residências dos parlamentares.

Foram presos Hélio Wagner Rodrigues Silva; Oziel Gomes da Silva; Mauro Rogerio Pires, conhecido como Nego Mauro; José Mourão Martins e Benoa Marcos Rodrigues Pacheco, o Bena.

Vereadores presos acusado de cobrar propina para arquivar CPI
Presidente da Câmara

Nas residências do presidente da Casa Legislativa, George Maciel Paz; de Marcelo Silva Brito, o Marcelo da Colônia; e de Raimundo Nonato Costa da Silva, o Nonato do Chelo, foram feitas buscas.

Segundo as investigações do Ministério Público, os parlamentares cobraram propina ao secretário-chefe da Assessoria do gabiente da Prefeitura, Almir Coelho Sobrinho, em troca de arquivar a CPI que está em andamento na Câmara contra a prefeita Dídima Maria Correa Coelho, que é a sua esposa.

Sobrinho apresentou uma gravação das conversas que mantinha com os vereadores com o objetivo de ajustar os valores a serem pagos, enquanto os 7 vereadores se uniram para pedir o pagamento de R$ 320 mil que seria parcelado em duas vezes, garantindo a maioria dos votos no arquivamento da investigação, o vereador Bena pediu a quantia de R$ 100 mil com o mesmo objetivo.

Os presos serão encaminhados para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís.





mais notícias


Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: