PARTICIPE VOTANDO

Votação para definir os vencedores do Ilha Bela Festival segue aberta até o domingo (12)

O concurso cultural, idealizado para comemorar o aniversário de 409 anos da cidade de São Luís, vai premiar 10 canções autorais e inéditas que tenham como tema a cidade de São Luís.
Por: PORTAL JG
Data de publicação: 10/09/2021 08h37

Votação popular vai selecionar os três primeiros colocados no festival (Foto: Rodrigo Ribeiro)

O aniversário da cidade de São Luís foi celebrado na noite desta quarta-feira (8) com a live de apresentação, no canal do Youtube da Secretaria de Estado da Cultura, das 10 músicas classificadas para o Ilha Bela Festival. Ainda ontem, foi aberta a votação popular para selecionar as três canções mais votadas. O evento, realizado pela Secretaria de Estado da Cultura, no Teatro Arthur Azevedo, foi fechado apenas para a produção, equipe técnica e os participantes, seguindo todas as recomendações sanitárias de prevenção à Covid-19. 

Realizado pela primeira vez, o concurso cultural, idealizado para comemorar o aniversário de 409 anos da cidade de São Luís, vai premiar 10 canções autorais e inéditas que tenham como tema a cidade de São Luís, as belezas e encantos da Ilha do Amor. No total, 140 músicas foram inscritas; destas, 10 foram selecionadas com critérios como melodia, harmonia, originalidade e criatividade, e claro, São Luís como inspiração. 

“Não foi uma surpresa termos recebido tantas inscrições, porque sabemos que temos diversos compositores no Maranhão, pessoas que estão compondo músicas todos os dias, mesmo no período de pandemia, onde nós imaginamos que está tudo parado na cultura. O que está parado na verdade, é o ápice da cultura, que é a apresentação, mas a produção cultural está sendo feita todos os dias. Basta você andar por nossas ruas. Sabemos que temos muito talento e que tem muita gente produzindo o tempo todo”, disse o secretário de Estado da Cultura, Anderson Lindoso.  

Foram classificadas as músicas: “Cidade de Luz”, composição de  Gilvan Frazão; “Tamboreio!”, de Felipe Costa Cruz e Lara Moura; “Minha Bela Ilha”, de Brenda Mendes; “Ilha Encantada”, de Manuel Baião de Dois; “Ilha de Mar”, de Chico Nô; “São Luis Style”, de Emilio Sagaz; “Nossa Ilha”, de Augusto Bastos; “Imã”, de Josifran; e “Pérola Rara”, de Marcelo Chalvinsk.

Secretário de Cultura Anderson Lindoso prestigiou a apresentação dos artistas (Foto: Rodrigo Ribeiro)

A ordem de apresentação obedeceu ao critério de sorteio. A primeira música foi “Francesinha”, de Allysson Ribeiro, interpretada por ele mesmo. Em seguida, apresentaram-se: Emilio Sagaz, com “São Luis Style”; Manuel Baião de Dois, com “Ilha Encantada”; Gilvan Frazão, com “Cidade de Luz”; Josifran, com “Imã”; Brenda Mendes, com “Minha Bela Ilha”; Lara Moura, com “Tamboreio!”; Chico Nô, com “Ilha de Mar”; Flávio Eduardo, com “Pérola Rara”; e Jesiel Bives, com “Nossa Ilha”.

Ao final, todos os artistas se juntaram para cantar a música que inspirou o nome do festival, “Ilha Bela”, de autoria de Carlinhos Veloz. Todos os artistas foram acompanhados por uma banda composta por: Dogival (bateria), Carlos Raqueth (baixo), Lin Júnior (diretor musical), Marcos Cliff (teclado), Dark Brandão (percussão), Whashington Araújo (percussão), Fernando (backing vocal), Laiane Araújo (backing vocal), Dricca Araújo (backing vocal), Socorro Choairy (produção), Ramizes Júnior (rhoudie), Daniel Miranda (trombone), Celso Bastos (sax tenor), Marcos Aurélio (trompete), Ricardo Mendes (sax alto e flauta). A direção geral foi de Guilherme Júnior e Jonatan Cardoso. A apresentação foi de Luiza Luz. 

A votação popular é aberta e está disponível até às 18h do dia 12 (domingo), pelo link a seguir: 
https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScsC4PWzuKldRUMMTDpoe2zrOzVVfB8lisVWpb4WZEdju_ejQ/viewform?vc=0&c=0&w=1&flr=0

O endereço eletrônico para votação também está disponível no Instagram da Secma (@cultura.maranhao). O resultado será divulgado após o encerramento da votação.

A publicitária Luiza Luz foi a apresentadora da festa (Foto: Rodrigo Ribeiro)

Festival pode ter outra edição

De acordo com o secretário Anderson Lindoso, que ficou satisfeito com o resultado das apresentações, é possível que esta seja a primeira de muitas edições. 

“Um festival voltado para inscrever músicas que falam da cidade, que cantem as belezas da nossa cidade, sejam elas as belezas naturais, culturais, patrimoniais, as pessoas de São Luís, e nós pretendemos que tenha outras edições. Que este seja o primeiro passo para que a gente possa valorizar ainda mais a música maranhense, a música ludovicense, e resgatar o sentimento de pertencimento das pessoas pela produção local. É um momento muito importante porque estamos comemorando o aniversário da cidade, uma cidade ricamente cultural”, disse. 

Além de ter sua música difundida e divulgada em todo o estado, o primeiro lugar do Ilha Bela Festival vai receber o prêmio de R$ 10.000,00, o segundo colocado R$ 7.000,00, e o terceiro R$ 5.000,00. Do quarto ao décimo colocado, serão pagas as premiações de R$ 1.000,00.

Conheça um pouco dos compositores

Allysson Ribeiro – Cantor e compositor, sambista premiado em vários festivais de música. Iniciou sua carreira na Escola de Samba Turma da Mangueira ao lado do seu parceiro, o saudoso Mestre Zé Pivó. Inspirado na história e nos folguedos culturais de São Luís, homenageia a cidade com a música “Francesinha”.

Augusto Bastos – Músico, cantor, produtor musical, arranjador e compositor maranhense, compôs “Nossa Ilha”. Segundo ele, a característica do seu trabalho é resultado da sua formação musical, fruto do seu envolvimento com a cultura maranhense. Atualmente desenvolve um trabalho de música e teatro chamado “Bumba Show”. 

Brenda Mendes – Redatora digital em uma agência local, a compositora cria desde os 12 anos e foi a primeira vez que apresentou uma composição sua para o grande público. Autora de “Minha Bela Ilha”, nunca escondeu de ninguém sua paixão e apreço pela arte expressada através da música. 

Chico Nô – Cantor, compositor e produtor cultural. Este maranhense começou sua carreira em festivais de música. Tem três CDs autorais e participa ativamente da vida cultural musical de São Luís. No festival, compôs “Ilha de Mar”.

Emílio Sagaz – Com mais de uma década de carreira e 7 discos com estilos diferentes, o artista mantém a essência do músico que tem grande influência da música brasileira-nordestina. O último disco foi lançado em 2019, SagazRoots, o primeiro totalmente voltado pro reggae. Para o festival, compôs “São Luis Style”.

Gilvan Frazão – Cantor e compositor maranhense há mais de 25 anos. Sua trajetória é marcada por apresentações em diversas cidades do Estado e, atualmente, nos bares e restaurantes da capital. Compositor de “Cidade de Luz”. 

José Weldes – Compositor de “Ilha Encantada”, este é apenas o segundo trabalho a ser apresentado ao público. Segundo ele, seu trabalho é sempre focado nas mais belas e profundas tradições.

Josifran – Cantautor e produtor musical, seu trabalho autoral é influência das suas raízes Norte-Nordeste, trazendo composições e releituras que ajudam a criar uma atmosfera bairrista interiorana. Seu show mais recente, “Tocantino”, já circulou pelos estados do Maranhão, São Paulo, Tocantins e Piauí. No Ilha Bela Festival, está defendendo “Imã”. 

Lara Moura – Tem 24 anos, é compositora, intérprete e nascida em São Luís. Já compôs sozinha e em parceria com artistas contemporâneos e conterrâneos da Ilha. “Tamboreio” foi feita em parceria com Felipe Costa Cruz. 

Marcello Chalvinski – Poeta e compositor, Marcello Chalvinski é autor de “Pérola Rara”. Ao longo da carreira conta com parcerias musicais ao lado de Zé Lopes, banda Altas Doses, o poeta Alex Brasil. Sua trajetória também contempla uma forte atuação literária, levando a poesia aos palcos como sua marca registrada.





mais notícias


Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: