EM SÃO LUÍS

Acusado de tentativa de feminicídio e cárcere privado em motel será julgado nesta quarta (12)

Weslayne Maiane Correa foi sequestrada e feita de refém no dia 5 de abril de 2018. O ex-marido não aceitava o fim do relacionamento.
Data de publicação: 11/06/2019 22h28
Atualizado: 20/06/2019 09h34

Eliezer da Cunha Reis será julgado nesta quarta-feira (12), pela tentativa de homicídio contra a ex-namorada Weslayne Maiane Correa. O crime ocorreu em abril do ano passado, em um motel, no bairro da Areinha.

O Ministério Público do Maranhão o indiciou pelos crimes de tentativa de feminicídio e cárcere privado. O julgamento está marcado para começar às 8h30, no 1° Tribunal do Júri, localizado no primeiro andar do Fórum Des. Sarney Costa (Calhau), em São Luís, e será presidido pelo juiz Osmar Gomes dos Santos.

O dia do crime

Em 5 de abril de 2018, Weslayne Maiane Correa foi sequestrada e levada para o Motel Wall Street, na Areinha, em São Luís, pelo ex-namorado Eliezer da Cunha Reis. Após ouvirem gritos no quarto, os funcionários do local chamaram a polícia.

Depois de duas horas de negociações, o criminoso atirou na cabeça da vítima, que foi levada para o Hospital Djalma Marques, o Socorrão 1. 

O motivo seria porque Eliezer não aceitava o fim do relacionamento.

mais notícias


Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: