Responsive image

Política e Atualidades

Por: James Galvão
Política e Atualidades


Nonatinho Frazão não cumpre acordo com Marcelo Moura e apresenta Elda Novaes como vice


Data: 17/07/2020 13:23

O pleito eleitoral que se avizinha já começa a incendiar a cidade de Pirapemas e revelar os nomes que irão concorrer aos cargos de Prefeito e Vereador. Os pirapemenses vão ter a chance de usar o voto para demonstrar seu contentamento ou não com a atual administração, escolhendo quem irá conduzir os rumos da nossa cidade nos próximos 4 anos.

Leia Também

Esposa de pré-candidato a prefeito de Pirapemas recebeu auxílio emergencial indevidamente

Pré-candidato a prefeito de Pirapemas recebeu auxílio emergencial ilegalmente

Nonatinho Frazão firmou contrato superfaturado com Prefeitura no interior do Maranhão

Principal apoiador de Nonatinho Frazão é acusado de desviar recursos públicos

Muitos nomes já foram cogitados e alguns, já conhecidos de longa data, começaram a demonstrar sua total inabilidade política com estratégias que revelam sua verdadeira índole individualista e que acabou gerando grande repercussão negativa, soterrando as próprias chances de manter seu grupo unido e alcançar o objetivo de chegar a cadeira do executivo local.   

O pré-candidato da oposição Nonatinho Frazão foi um desses nomes que mostrou, mais uma vez, sua verdadeira personalidade e caráter ao articular, de forma desastrosa, reunião com seu grupo político para escolha do pré-candidato a vice prefeito em sua chapa. Sem o conhecimento da maioria das lideranças, o pré-candidato Nonatinho Frazão articulou com a velha guarda da política pirapemense, de forma ardilosa mas sem o mínimo de inteligência estratégica, uma reunião para minar o nome do pré-candidato a vereador Marcelo Moura, unicamente em razão da grande e crescente aceitação do nome no grupo, sendo cogitado por inúmeros pré-candidatos a vereador e lideranças como o melhor pré-candidato ao cargo de vice-prefeito para compor a chapa de oposição juntamente com o próprio Nonatinho Frazão. 

Uma reunião foi articulada e supostamente firmados acordos entre os interessados para lançar o nome da atual vereadora de oposição, Elda Novaes, como pré-candidata ao cargo de vice-prefeita. Contudo, a reunião muito bem planejada com dias de antecedência não foi avisada ao pré-candidato Marcelo Moura em tempo hábil, justamente para que não fosse possível qualquer tipo de articulação com o próprio grupo. O pré-candidato Marcelo Moura somente foi informado com antecedência que seria realizado uma reunião para tratar da organização dos documentos de todos os pré-candidatos e, faltando poucas horas para realização da reunião foi levado ao seu conhecimento que seria realizada uma votação para escolha do melhor nome para compor a chapa no cargo de Vice-prefeito.

O aviso ao pré-candidato Marcelo Moura, faltando poucas horas para realização da reunião, foi previamente articulado e arquitetado pela velha guarda e a equipe mais próxima de Nonatinho Frazão, para impedir que o mesmo pudesse articular com o grupo e poder disputar em condições de igualdade com os demais pré-candidatos.

Nessa desastrosa articulação, Nonatinho Frazão, sua equipe e a velha guarda, que visam apenas os interesses próprios e não se preocupam com o povo, articularam e tentaram convencer diversos outros pré-candidatos, possivelmente com suas falsas promessas já conhecidas de toda população, para elevar o nome da vereadora Elda Novaes ao cargo de Vice em sua chapa. Todos já sabiam o que iria acontecer na famigerada reunião articulada com esse único propósito, menos o pré-candidato Marcelo Moura, que somente foi avisado que haveria uma votação para escolha do nome para compor a chapa e concorrer ao cargo de vice prefeito na noite de sábado, sendo que tal reunião ocorreria no domingo pela manhã.

A intenção dos desastrosos articuladores era de impedir que o pré-candidato Marcelo Moura tivesse tempo de articular com seus apoiadores e, assim, fazer com que o nome da vereadora Elda Novaes tivesse chance na disputa. Contudo, mesmo diante da articulação covarde e digna de repúdio pela população, o pré-candidato Marcelo Moura mostrou que veio para fazer a renovação na política de Pirapemas com dignidade e honra, mostrando força e firmeza em suas palavras, despertando a confiança e a credibilidade que o povo de Pirapemas há tempos não via. 

Mesmo agindo de forma vil, os desastrosos articuladores tiveram que engolir um placar extremamente apertado, conseguindo elevar o nome da vereadora Elda Novaes como o nome para disputar ao cargo de vice na chapa com o pré-candidato ao cargo de prefeito Nonatinho Frazão por apenas 1(um) voto de diferença. Importante deixar claro que somente conseguiram essa pífia vitória porque lançaram, de última hora, como pré-candidatos aos cargo de vereadores, os senhores Valdecy e Edinho Lapincha, nomes que jamais foram cogitados para tal pleito e agora, para sustentar o resultado de Elda Novaes como vice, serão obrigados sustentar suas candidaturas.

A necessidade de fazer, na última hora, a manobra de lançamento dos nomes Valdecy e Edinho para conseguir vencer por apenas 1(um) voto o pré-candidato Marcelo Moura mostrou que o povo não concorda com essas práticas covardes. Caso não houvesse a mencionada manobra o pré-candidato Marcelo Moura teria levado fácil e por mais de um voto, certamente.

A vergonha já está estampada nos rostos dos articuladores. Para tentar demonstrar que agiram corretamente e buscando diminuir o nome do pré-candidato Marcelo Moura, estão mentindo para o povo dizendo que Elda Novaes teve apoio unânime de todas as lideranças. Unanimidade ocorre quando se obtém todos os votos possíveis e não foi o que aconteceu, Elda Novaes teve 12(doze) votos e Marcelo Moura teve 11(onze) Votos.   

A expressão “tiro saiu pela culatra” é a mais adequada para a situação ocorrida.  Nunca se viu em um município o próprio grupo trabalhar para se enfraquecer. Toda essa articulação secreta para lançar o nome da vereadora Elda Novaes como pré-candidata ao cargo de vice só serviu para deixar o povo insatisfeito. O pré-candidato Marcelo Moura saiu mais forte e com o apoio da maioria que não concordou com essa covarde trama. 

A população já está ciente de que a articulação ocorreu porque o jovem Marcelo Moura não concordaria com atos ilícitos e não seria corrompido pela velha política. O pré-candidato Marcelo Moura não vive da política e é a esperança de renovação para Pirapemas. A mudança que o povo quer e sonha. Nonatinho Frazão mostra mais uma vez a sua verdadeira preocupação com o povo de Pirapemas, colocando seus interesse acima do povo e da chance de renovação, traindo o próprio grupo com articulações internas, desmantelando a crescente força do Grupo de oposição com essa exposição desnecessária e de conotação extremamente negativa. 

Em resumo, Nonatinho Frazão conseguiu a proeza de dar um tiro no próprio pé, destruindo o sonho de renovação do povo pirapemense. Traiu o próprio grupo e o povo.


posts anteriores

Bateu o Desespero! Magno Bacelar tenta na Justiça Federal do Amazonas anular condenações no TCU

Magno Bacelar deve anunciar desistência da candidatura a prefeito de Chapadinha a qualquer momento Faltando apenas um dia para o fim do registro de candidatura ao cargo de prefeito, o atual gestor do município de Chapadinha, Magno Bacelar, tenta de todas as formas suspender as condenações que existem contra ele no Tribunal de Contas da União. Recentemente, Magno Bacelar teve negado na 14ª Vara da Justiça Federal do Distrito Federal pedido que...
Continuar lendo
Data:25/09/2020 14:12

Nonatinho Frazão declara à Justiça Eleitoral ter quase meio milhão em bens

O candidato a prefeito de Pirapemas pelo Partido Liberal, Nonatinho Frazão, declarou à Justiça Eleitoral ser dono de um patrimônio avaliado em R$390.000,00 (Trezentos e noventa mil). Já a sua vice, Elda Novaes, informou ter R$370.000,00 (Trezentos e setenta mil), somados, a chapa que prega ser a dos "lisos", são donos de uma fortuna avaliada em quase um milhão de reais. Juntando os bens dos outros três candidatos a prefeito e de seus...
Continuar lendo
Data:24/09/2020 14:12

Eleições em Cantanhede: Ruivo à beira do abismo

Amargando altos índices de rejeição, o prefeito Ruivo ou Guaxin tentou vender a história que José Martinho Kabão não poderia disputar as eleições, por causa de um processo do Tribunal de Contas da União. Sabendo que não ganha nas urnas, o rato-lavadeiro tenta ganhar no tapetão, esquecendo que desde 2008 que José Martinho é vítima de todo tipo de processo eleitoral para derrubá-lo, o...
Continuar lendo
Data:21/09/2020 18:30

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: