POR UNANIMIDADE

Após decisão da justiça, assassino confesso de pastor permanecerá em liberdade

A decisão foi proferida na manhã da última segunda-feira (02), pela 3ª Câmara Criminal do TJMA.
Por: PORTAL JG
Data de publicação: 03/12/2019 07h15
Atualizado: 03/12/2019 11h03

Foto: divulgação

Em decisão unânime, o colegiado de desembargadores do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ-MA) decidiu que Saulo Pereira Nunes, responsável pelo assassinato do pastor Mackson Costa, deve permanecer em liberdade. 

A decisão foi proferida na manhã da última segunda-feira (02), pela 3ª Câmara Criminal do TJMA, formada pelos desembargadores Josemar Lopes Santos (relator do caso), Tyrone José Silva e João Santana Sousa. Após a decisão, familiares do pastor reuniram-se em frente ao Palácio da Justiça, no Centro de São Luís. A manifestação foi realizada em repúdio à manutenção da liberdade do assassino confesso. 

Mackson Costa foi assassinado em outubro, após desaparecer subitamente, quando saia do trabalho. Um longo período de buscas foi realizado, até que a polícia localizou o veículo da vítima, em uma região próxima à residência onde o corpo do pastor havia sido enterrado. 

A Polícia Civil, por meio da Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa – SHPP, informou que Saulo Pereira, proprietário da casa onde o corpo estava enterrado, confessou o crime. Sua motivação teria sido passional, pois, segundo ele, Mackson mantinha um relacionamento extraconjugal com sua esposa. 





mais notícias


Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: