NA FACULDADE PITÁGORAS

Vigilante acusado de esfaquear cadela é indiciado pela polícia

A cadela, que se chama Nemeria, sofreu várias perfurações na cabeça e ficou cega.
Data de publicação: 12/09/2019 14h22

A Polícia Civil indiciou um vigilante identificado como Célio Ferreira por esfaquear uma cadela dentro da Faculdade Kroton/Pitágoras no Turu, em São Luís, no dia 27 de agosto. Dois dias depois, o vigilante se apresentou à polícia para prestar depoimento e negou o crime.

A cadela, que se chama Nemeria, sofreu várias perfurações na cabeça e ficou cega.

Após o caso de violência contra a cadela, a Faculdade Pitágoras afastou o vigilante suspeito de cometer o crime e registrou um Boletim de Ocorrência. A instituição também afirmou que 'repudia veementemente qualquer ato de violência contra animais' e até arcou com as despesas da cadela na veterinária.





mais notícias


Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: