Por que o cabelo cai? Descubra os motivos da queda capilar

A queda faz parte do ciclo de vida do cabelo. Ela ocorre de forma natural após a fase Telógena (de repouso), quando o crescimento do fio é interrompido.
Data de publicação: 14/03/2019 10h23
Atualizado: 15/03/2019 01h21

A queda capilar é um problema que assusta tanto o segmento masculino quanto o feminino. Apesar de ser menos frequente entre as mulheres, quando acontece costuma ser ainda mais traumático, exibindo uma aparência indesejada e podendo interferir no sucesso de qualquer produção. Pensando no seu bem-estar, o Segredos de Salão recorreu à dermatologista Gabriela Munhoz e tira todas as dúvidas sobre o transtorno: como acontece, quais as causas e como tratar. Confira!

A Queda Capilar

"A queda faz parte do ciclo de vida do cabelo. Ela ocorre de forma natural após a fase Telógena (de repouso), quando o crescimento do fio é interrompido. O fio fica neste estágio de repouso por três meses, em média, e então cai. Uma perda de fios diária é considerada normal, mas quando se percebe que esta queda está consideravelmente alta, é necessário buscar ajuda médica", elucidou a especialista.

Como Identificar o Problema?

Não costuma ser difícil perceber quando os cabelos começam a cair. No entanto, pode-se identificar um possível agravamento a partir de alguns sinais importantes. "Como não conseguimos contar os fios que caem, devemos ficar atentos à presença constante de fios de cabelo no travesseiro ou no chão do banheiro. Também conseguimos identificar o transtorno a partir da redução de fios em áreas visíveis do couro cabeludo", explicou.

Descubra as Causas do Problema

Segundo a profissional, a queda capilar pode ser associada a diversos fatores: "As causas mais comuns são deficiência de ferro e zinco, dietas muito restritas e doenças da tireoide ou autoimunes, como lúpus. Além disso, o estresse físico e emocional também podem acarretar na perda dos fios".

Como Tratar?

"A melhor forma de evitar a queda é manter os cabelos saudáveis a partir de uma boa alimentação e produtos de qualidade. Para não errar, o ideal é consultar um dermatologista que pode indicar os tratamentos mais adequados às necessidades de cada paciente. Com essa avaliação médica, é possível descobrir as reais causas do transtorno, podendo até detectar uma patologia mais complexa, como o hipotireoidismo, muito comum entre as mulheres", encerrou o profissional.

mais notícias


Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: